Salmo 33

Capítulo 33

(O júbilo do crente na contemplação das obras de Deus)

1 Exultai, ó justos, no SENHOR! Aos retos fica bem louvá-lo.
2 Celebrai o SENHOR com harpa, louvai-o com cânticos no saltério de dez cordas.
3 Entoai-lhe novo cântico, tangei com arte e com júbilo.
4 Porque a palavra do SENHOR é reta, e todo o seu proceder é fiel.
5 Ele ama a justiça e o direito; a terra está cheia da bondade do SENHOR.
6 Os céus por sua palavra se fizeram, e, pelo sopro de sua boca, o exército deles.
7 Ele ajunta em montão as águas do mar; e em reservatório encerra as grandes vagas.
8 Tema ao SENHOR toda a terra, temam-no todos os habitantes do mundo.
9 Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo passou a existir.
10 O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos.
11 O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações.
12 Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança.
13 O SENHOR olha dos céus; vê todos os filhos dos homens;
14 do lugar de sua morada, observa todos os moradores da terra,
15 ele, que forma o coração de todos eles, que contempla todas as suas obras.
16 Não há rei que se salve com o poder dos seus exércitos; nem por sua muita força se livra o valente.
17 O cavalo não garante vitória; a despeito de sua grande força, a ninguém pode livrar.
18 Eis que os olhos do SENHOR estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia,
19 para livrar-lhes a alma da morte, e, no tempo da fome, conservar-lhes a vida.
20 Nossa alma espera no SENHOR, nosso auxílio e escudo.
21 Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo nome.
22 Seja sobre nós, SENHOR, a tua misericórdia, como de ti esperamos.
%d blogueiros gostam disto: